quarta-feira, 30 de abril de 2014

Chegará um momento em que o governo dirá basta”

Chegará um momento em que o governo dirá basta”
Ouvir com webReader


Chissano sobre as conversações com a Renamo
Joaquim Chissano diz que vai chegar um momento em que o governo “não vai dar mais espaço às exigências absurdas” da Renamo
O antigo presidente, Joaquim Chissano, lamenta o facto de a Renamo insistir no uso da via das armas, matando inocentes e destruindo bens privados, como forma de forçar o Governo a ceder aquilo que em eleições democráticas não consegue.
Chissano falava numa entrevista conjunta concedida, em Lisboa, à AIM, Agência Lusa e ao Diário de Notícias, à margem da conferência de dois dias com o tema “A ditadura portuguesa – porque durou, porque acabou”, que terminou, quarta-feira, na Fundação Calouste Gulbenkian, capital portuguesa.
Questionado sobre o ponto de situação da tensão militar no distrito da Gorongosa, o ex-Presidente da República admitiu a hipótese de Afonso Dhlakama ter alguma possibilidade de criar certa instabilidade nas populações, mas não a capacidade de levar a cabo uma guerra.
Chissano defendeu a importância de manter a estabilidade política e a democracia no país, sublinhando que a própria Renamo “já entendeu que é melhor participar em eleições”, numa altura em que os moçambicanos elegeram o combate à pobreza como principal desafio.
Num claro desafio ao Governo, Afonso Dhlakama ameaçou impedir as eleições gerais (legislativas e presidenciais) de 15 de Outubro deste ano, caso o seu partido (Renamo) não participe no escrutínio, numa entrevista divulgada, esta quarta-feira, pelo Jornal “Canal de Moçambique”.
Trata-se da primeira entrevista de Afonso Dhlakama nos últimos três meses, depois de ter falado a órgãos de comunicação social moçambicanos e estrangeiros, algures a partir da serra da Gorongosa, onde se refugiou em Outubro de 2013, quando foi desalojado da sua base de Santungira pelo exército moçambicano.
O PAÍS – 29.04.2014

GENERAL AFONSO DHLAKAMA, afinal por que é que não sai da parte incerta?

Comments

1
ekile said...
General, foi muita pena ter sido desalojado do seu habitat Santungira (onde respiravas ar puro, onde estavas sossegado junto a comunidade, onde vicias o Moçambique real). Genreal agora os mesmo que te desalojaram apelidam de que estás em parte incerta (nunca imaginei que o territorio moçambicano tivesse uma parte denominada Parte Incerta - temos que rever o mapa de Moz). General, dizem que na queres recencear mas ao mesmo tempo te lançam obuzes de morteiro, canhao, B11 sei lá que tipo de arma). General dizem que tens que ir a maputo bater papo, mas a pessoa que era para ter um encontro em Maputo até veio a sua terra natal em uma das presidencias abertas, nem quiz saber de ti (melhor disconfiar mesmo esta ida a Maputo). General, é interessante que sempre dizem homens armados supostamente da Renamo, mas se você é general nao pode dirigir homens armados supostamente armados, mas sim voce dirige exercito da renamo, ou melhor neste caso os homens que te atacram do seu habitat, seriam homens armados supostamente da Frelimo (tem que haver dualidade). General, o ser General nao é brincadeira existem tecnicas, aprende-se, e eu digo mais: GENERAL, VOCE é O VERDADEIRO GENERAL, se dizem que alguem dos seus acolitos esta discontente, é mentira daqueles que de facto nao sabe o que diz. General, você é o unico que chama por tu as coisas que nao estao bem... incluindo... todos, por fim so tenho a dizer, força General, so te peço uma coisa e ultima: FAZ DE TUDO, E DE TUDO MESMO PARA IR RECENCEAR,sei que pela sua forçao conseguiu-se prorrogar para mais 10 dias (queiramos sim, queiramos nao, esta prorrogaçao foi graças ao General e nao se venha com outras historias de constitucionalidade) assim os lambe botas nao terao outros argumentos
2
apale said...
Pai perdoa-lhe nao sabe o que diz....agora sabe que pode perder dinheiro se nao dizer isto e aquilo que lhes interessa mas nao sabe que tambem pode perder a vida so por nao dizer aquilo que te disserem. Por outra nao sabe com quem se lida.
3
Mwikerihamo said...
Tem razao Lazaro Bamo você é criança mesmo.
Nao sabe o que esta acontecer nao se meta na política deixa o país ser limpado depois é que vai perceber que estavas a viver no abismo.
Você brinca com Frelimo, pergunta quem conhece Frelimo,tu achas que nao vao desparar porque o seu general esta no meio do povo, quem é povo para Frelimo, para Frelimo povo é um instrumento que pode ser usado para qualquer enventualidade, nao importa se morreu ou nao alguem. Procura saber quem fez o massacre de Gaza e Inhambane é a Frelimo abre olho puto se nao vai acordar na panela

CIDADÃ REPORTA:

CIDADÃ REPORTA:
Papéis como este estão a circular em vários bairros de Nampula e nas instituições públicas como hospitais e escolas, onde pedem para entregar o ...cartão de eleitor e preencher.
Dizem que quem não preencher é da Oposição e eles vão saber o que fazer com esses funcionários e nada mais.
Assim estamos com medo

See more
Like ·

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.