terça-feira, 18 de abril de 2017

Mancebos despedem-se da governadora da Cidade de Maputo


239 jovens partem para o cumprimento do serviço militar obrigatório
A governadora da cidade de Maputo, Yolanda Cintura, recebeu, esta segunda-feira, no seu gabinete de trabalho, cumprimentos de despedida de jovens da capital que partem para o cumprimento das suas obrigações militares.
Segundo a RM, trata-se de 236 mancebos que seguem para os centros de instrução militar localizados em Gaza, Manica, Niassa e Cabo Delgado.
O grupo em causa é uma mistura de jovens recenseados no último processo de inscrição, terminado em Janeiro, e outros inscritos em anos anteriores.
De acordo com dados oficiais do último recenseamento militar, a capital do país liderou os números dos registos do ano, tendo atingido 167 por cento da meta estabelecida. Depois da cidade de Maputo, as províncias de Maputo e Zambézia foram as que registaram maior adesão, com 148 e 141 por cento, respectivamente.
Do balanço, há também destaque para a província de Cabo Delgado, que atingiu 130%, enquanto Gaza, Tete e Niassa atingiram, todas, 126%.
O processo decorreu de 2 de Janeiro a 28 de Fevereiro últimos e registou, a nível nacional, mais de 220 mil jovens de ambos os sexos, com destaque para 71 890 mulheres.
O recenseamento militar abrangeu todos os jovens que completaram, até ao último dia, 18 anos de idade.
Na campanha em referência, o MDN tinha instalado 1 720 postos de recenseamento, agentes recenseadores capacitados, bem como adidos da defesa na diáspora.
Refira-se que o recenseamento militar é obrigatório para cidadãos nacionais com idades compreendidas entre 18 e 35 anos de idade.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.