quarta-feira, 19 de abril de 2017

Quessanias Matsombe entra na corrida à presidência da CTA


Não gosto de pessoas que subestimam a inteligência de outras


Para quem não sabia, Quessanias Matsombe, o empresário cuja imagem acompanha a notícia do jornal "O País", dando conta do lançamento da sua campanha para a presidência da CTA (Conferederação das Associações Económicas de Moçambique), é o actual Presidente do Conselho Fiscal desta suprema agremiação de empresários moçambicanos.

No acto de lançamento da sua campanha, ele terá dito o seguinte:
«A CTA precisa de uma nova abordagem e de assumir um novo posicionamento em função da dinâmica actual. As decisões não podem continuar a ser tomadas, todas, na sede. Os problemas da província devem ser resolvidos a nível provincial, a partir da criação de delegações províncias ou antenas regionais, tal como existiam anteriormente. E os empresários terão a oportunidade de discutir as suas preocupações com o governador da província e anualmente poderão ser feitas conferências, onde serão abordados os assuntos de forma macro, previamente discutidos localmente.»
Ora, eu considero isto um insulto à inteligência dos associados na CTA e todos nós cidadãos moçambicanos amantes do progresso. E considero insulto à nossa inteligência porque, sendo o Quessanias Presidente do Conselho Fiscal da CTA, ele leu e aprovou todos os relatórios do executivo desta agremiação.
Sendo assim, as seguintes perguntas recusam calar:
Como pode este "ilustre" empresário aparecer agora a falar nos termos em que fala? Ele deixou passar os erros para depois os usar como suporte da sua candidatura hoje? Que pessoas são essas "ligadas aos pilares de desenvolvimento da economia do país"? É o ex-Presidente Joaquim Chissano, que endossou publicamente a sua candidatura? E mais quem? E qual é significado desse endosso para o nosso empresariado? Quererá dizer que a CTA tem continuar nas "amarras" de figuras políticas que viraram "empresários de sucesso" e vem fazendo negócios pouco limpos com o Estado moçambicano?
Espero que as associações confederadas na CTA não se deixem enganar. O endosso de Quessanias Matsombe por Joaquim Chissano pode ser interpretado como fazendo parte de um ardil para hipotecar a gestão da CTA a políticos reformados. Ninguém ignora que Quessanias e Joaquim têm laços empresariais de há longa data. Nada tenho contra isso. Mas tenho contra a possibilidade de poder ser por isso que o Quessanias tenha o endosso do Joaquim, pois é isso mesmo que é interpretável como manobra para entregar o controlo da CTA a políticos reformados, os quais outrora fizeram vista grossa a negócios pouco limpos entre o sector privado (onde eles hoje estão no activo como empresários) e o Estado.
Não sei muito sobre a outra candidatura, mas brevemente me pronunciarei... Por enquanto posso ir dizendo que Quessanias Matsombe não tem autoridade moral para falar de «devolver dignidade à CTA». A CTA ficou indigna quando? E ele (Quessanias) estava aonde, enquanto Presidente do Conselho Fiscal desta suma agremiação empresarial?

Basta de hipocrisias!

Candidatura de Quessanias Matsombe em risco?

Parece. Ontem a tarde as duas candidaturas (Quessanias Matsombe e Agostinho Vuma) foram se apresentar perante a comissão eleitoral da CTA. E à noite, no jornal da Miramar, era reportado que a candidatura de 
Matsombe não apresentava nenhum proponente. De acordo com a alínea a) do número 4 do artigo 10 do regulamento eleitoral, os candidatos são propostos pelo Conselho Directivo ou por pelo menos 10 proponentes (associações ou federações). A Miramar dizia que isso não se verificara com a candidatura de Matsombe. Será? Se for mesmo verdade (o
jornalista F. Martinho, autor da peça, já deu provas de competência e isenção) então o problema é grave pois essa é uma falha insanável. A candidatura de Matsombe pode ser simplesmente rejeitada. Esperemos pela deliberação da comissão eleitoral, esta tarde. É pouco crível que uma candidatura que tenha recebido o endosso de Joaquim Chissano e de renomados juristas cometa tamanha gaffe. É como se fosse uma candidatura eleitoral sem assinaturas de suporte.

Lendo o mural do Professor Julião Cumbane, fiquei a saber que o senhor Quessanias Matsombe apresentou publicamente a sua intenção – é assim como se diz em bom rigor – em candidatar-se à Presidência do CTA. Digo apresentar a intenção porque, de acordo com os estatutos e regulamento eleitoral do CTA, “não basta acordar e declarar-se candidato”. É preciso apresentar essa candidatura e ser aprovada. O prazo para a apresentação das tais candidaturas termina hoje, 19 de Abril. Portanto, amanhã, a comissão responsável pela validação das candidaturas irá pronunciar-se, deindindo qual é a candidatura válida ou não. Mas deixemos isso, assumamos que todas elas irão passar, pronto.
Notei, pela lavra do Professor dois aspectos muito curiosos, melindrosos e jocosos.
Primeiro, o fato de ter sabido que o antigo Presidente da República Joaquim Chissano endossou a candidatura do Senhor Quessanias! Que mico! Com esse endosso, o senhor Quessanias mostra duas coisas curiosas. Primeiro, que não consegue andar sozinho sem precisar de amuletos políticos de grande peso e segundo, que lhe faltam novas ideias para ressignificar o CTA! Ou seja, quer o poder pelo poder, aparentemente, goradas as expectativas em ser apontado para um cargo político de alto nível. Ou seja, se por qualquer INCIDENTE, o Presidente Nyusi quiser que o Senhor Quessanias seja o Ministro do Turismo e Cultura hoje, ele vai abandonar a sua candidatura sem contemplações para ocupar o cargo e no dia seguinte aparecerá com muitas ideias “novas”. Se pelo contrário, o IGEPE lhe querer para a LAM, ele vai deixar. A prova foi dada: diga-me com quem andas e dir-te-ei quem tu és. O Senhor Quessanias tem uma veia política; amigos políticos e apoia-se da política para perseguir interesses económicos. A prova está aí. Curiosa, melindrosa e jocosa.
Segundo, o facto de ele ter feito um discurso de rotura. Curioso, melindroso e jocoso. O Senhor Quessanias ocupava a pasta de fiscal do CTA, o controlador da CONFORMIDADE da organização. As coisas que ora critica foram por ele autorizadas. Ora, a melhor demonstração da rotura teria sido o abandono das responsabilidades na hora exacta. Esse seu discurso mostra duas coisas simples: ou é demagogo ou é traidor. Demagogo pelo facto de na hora da candidatura ventilar ideias populistas, só para adormecer os “pobres” empresários, um discurso cheio de chavões sem um roteiro de rotura claro. Traidor por lhe faltar o caráter de solidariedade e de assumir os erros colectivamente tomados na altura e que apesar disso, estar hoje disposto a corrigir. Assuma pelo menos a sua parte. É assim como grandes homens se comportam.
Não conheço outro candiato. Preferia um anónimo empresário a um ilustre político envergando a pele de empresário. Não há compromisso com empresários alí.
GostoMostrar mais reações
Comentários
Basilio Da Costa
Basilio Da Costa Como dizia o Mestre Albano Macie numa das suas aulas de Direito Administrativo: "Estão a procura de Tacho..!"
Gosto · 1 · 20 h
Filipe Nhalungo
Filipe Nhalungo Muito bem Dr, isto mostra que os nossos empresarios não têm capital proprio capazes por si sós locomoverem-se.
Gosto · 1 · 20 h
Geraldo Obra
Geraldo Obra Ainda há empresários em Moçambique?
Gosto · 20 h
Valter Tale
Valter Tale Alguém dizia que "...em Moçambique não existe empresários, mas sim lobistas..."
Gosto · 1 · 20 h
Arlindo Cossa
Arlindo Cossa 👌🏾
Gosto · 19 h
Alex Apolinario Joao
Alex Apolinario Joao De certeza vassalos e não empresários. . . .
Gosto · 18 h
Spirou Maltese
Spirou Maltese Hnmm. . O outro candidato saiu na Stv jornal da manhã penso que ontem em entrevista directa. E também é membro activo da CTA. 
Mas deixando isso, vem a calha essa de dizeres que ele se diz candidato de rotura; está a lembrar o bom do AEG que também entrou com essa ao dizer cobras e lagartos ao do seu antecessor que neste caso coincide com o apoiante do tal Matsombe. Kekkeje estranho hein. 
Pena não tive paciência (nem interesse) em ouvir o que tem em manga o "outro candidato" que tem de nome Agostinho Vuma. 
Espero que ambos (se é que são os únicos candidatos ) possam fazer um frente a frente se aprovadas as suas candidaturas!
Gosto · 1 · 20 h · Editado
Sidonio Pedro
Sidonio Pedro Lá tinha que chamar à terreiro o AEG. difícil fazer um comentário sem menciona-lo, né?
Gosto · 19 h
Reginaldo Mangue
Reginaldo Mangue Só sei que há muitas sopas nestas eleições - as encomendas para sujar alguns concorrentes não cessam de surgir nos jornais e nas redes sociais.
Gosto · 7 · 17 h · Editado
Ilidio Lobato
Ilidio Lobato Assim, o bom do Reginaldo Mangue sente o cheiro da sopa neste post. Mente fertil é a sua, kkkkkk
Gosto · 12 h
Juma Aiuba
Juma Aiuba Mas, mano Egidio Vaz, estamos a falar de que empresários? Há empresários aqui? - Não, não há. Aqui há, sim, mafiosos. Mafiosos que são testas de ferro de políticos que fazem negócios com impostos do povo. E se quiseres encontrar esses mafiosos reunidos, vá à CTA. Estão lá urdindo mafias. Uns com barba, outros, não.
Gosto · 15 · 20 h · Editado
Nelson Blande
Nelson Blande Aqui há quem sabe falar, mas falar coisas audíveis
Gosto · 3 h
Nelson Blande
Nelson Blande Apoiado. Lá na CTA, é onde estão os mafiosos, sentados e urdindo máfias.
Gosto · 3 h
Eliha Bukeni
Eliha Bukeni Insisto na pergunta do EV. Não haverá empresários de verdade na CTA? O outro é o tal que usou o pódio da CTA, confundindo-o com o da AR, para elogiar FJN pelo acordo de tréguas, branqueando completamente o principal promotor da trégua. Já agora, porque não renuncia ao mandato de deputado, porque na CTA, ele não representa exclusivamente os empresários do batuque e maçaroca!
Gosto · 1 · 20 h
Abel Vilanculos
Abel Vilanculos Os estatutos daquela organização, deveriam proibir que membros que ocuparam na íntegra as pastas do anterior elenco, se candidatassem. Não tem sentido nenhum, que O senhor Quissanias Matsombe, tendo ocupado a pasta de Fiscal e NÃO TENDO DESISTIDO OU ABANDONADO O CARGO, venha hoje querer fazer algumas alterações da mesma Organização!!! Ou ele quer CONTINUAR o estilo de trabalho do elenco anterior, e para enganar os demais vem esse discurzinho ai... Ou é Malandro.
Gosto · 20 h
Zacarias Matuassa
Zacarias Matuassa Ilustre, no dia que conhecer o outro candidato vai preferir o Quessanias.
Gosto · 2 · 19 h
Abel Vilanculos
Abel Vilanculos Não podemos continuar com bandidos ocupando instituiçoes, quando conhecemos a sua índole meu caro! É bom denunciarmos ! As pessoas de bem, mesmo senod poucas no nosso País, devem, repito, devem moralizar este País.
Gosto · 1 · 19 h
Zacarias Matuassa
Zacarias Matuassa Concordo plenamente Abel Vilanculos. Nao sou membro de CTA, mas acho que o maior erro de quem vota e continuar a confiar em alguem que ja esteve na Direccao deste organismo e nada fez.
Gosto · 2 · 19 h · Editado
Alexandre Fernando
Alexandre Fernando Que eu saiba 2 candidatos já apresentaram ou já manifestaram publicamente a intenção de se candidatar. Por questões de equilíbrio, esperava ver uma análise dos 2 Candidatos. O que te parece?
Gosto · 2 · 19 h
Gervasio Silverio
Gervasio Silverio So poderei pronunciar algo a respeito assim qe me tornar empresario. O que seria necessario para se-lo?
Gosto · 19 h
Octavio Machado
Octavio Machado O outro candidato é o atual vice de CTA e também deputado na Assembleia da República...
Gosto · 19 h
Tomo Valeriano
Tomo Valeriano Existe candidatura não endossada neste país?
Gosto · 19 h
Armistício Mulande
Armistício Mulande Não entendo qual é a "mhaka" aqui: é por ele ter um discurso de roptura com o que ele deixou acontecer todos estes anos ou é por ter o endosso do antigo PR e ter veia política? Qual é o record dessa pessoa no mundo empresarial? Tem mesmo empresas ou é mediador de empresários? Se as tem, são pujantes e jogam algum papel de relevo na economia nacional?
É que o outro candidato também é político, o Agostinho Vuma. É até deputado (ou era) da AR. 
Bom, feitas estas perguntas, deixe-me dizer que também achei de mau gosto que o antigo PR se tivesse directamente envolvido nesta corrida.
Agora, também não sejamos injustos: o populismo parece estar a fazer escola neste país, com o nosso PR como o principal ponta-de-lança. Também, a relação entre a política e os negócios é de longa data e universal: a administração Trump tratou de tirar definitivamente o véu sobre esta matéria.
Gosto · 1 · 19 h · Editado
Julio Da Wilka Edwin
Julio Da Wilka Edwin Não vejo diferença entre os dois prováveis candidatos. Os dois são políticos camuflados de empresários.
Gosto · 1 · 19 h · Editado
Joacheim Tembe
Joacheim Tembe São empresários que se servem da política. Onde é diferente antes dos 50?
Gosto · 12 h
Kendo Mangulle
Kendo Mangulle Não há seriedade nessa Confederação. Ainda outros querem nos enganar com agricultura... Desde 1975 que agricultura continua a mesma coisa, vai ser um candidato de confederação que vai inverter o cenário ? 

Há gente que gosta de sonhar acordado pha...
Gosto · 19 h · Editado
Egidio Placido
Egidio Placido Quessanias Matsombe apresentou sua candidatura a presidência da CTA na tarde desta quarta-feira.
Gosto · 18 h
Masoka Helder
Masoka Helder Estou preocupado com o estágio da CTA, me parece haver sempre interesse oculto com os proponentes a estes cargos sociais, será que não existe empresários despidos de pele política para representar de facto os interesses da colectividade empresarial? talvez eu esteja equivocado com estas maquiavelises...
Gosto · 18 h
Nelson Junior
Nelson Junior Falando da CTA, so sei que num Pais normal, o actual chefao desta organizacao deveria ser preso....mas, como sabemos Mocambique nao eh um Pais normal......
Gosto · 18 h
Yaqub Sibindy
Yaqub Sibindy Julião João Cumbane! 

Que apelido dás à candidatura do Deputado Agostinho Vuma?
Gosto · 1 · 17 h
Jaime Guambe
Jaime Guambe
-4:54
Gosto · 2 · 15 h
Kamal Badrú Mwene
Kamal Badrú Mwene Meu amigo David Nhassengo a dias atrás já me tinha alertado destes ataques.
Gosto · 13 h
Agradecido Sitoe
Agradecido Sitoe E qual é a alternativa aos dois?!!Quem é o melhor para se candidatar no lugar de só criticar?! Eu gostaria, mas não tenho coragem!
Gosto · 8 h
Nelson Badaga Badaga
Nelson Badaga Badaga Em Moçambique existem muitos lobistas armados em empresários com mentes precoces e mal evoluidas.
Gosto · 7 h
Julio Bernardo Magenge Magenge
Julio Bernardo Magenge Magenge Em relaçao ao ponto dois, de ser "Traidor" me faz lembrar o discurso do ex presidente da Republica A.E.G na sua tomada de posse, em que dizia que uma das aposatas na sua governaçao era "Acabar com o espirito de deixa andar do J.A.C". Eu me questionava, se sao do mesmo Partido, ele o (A.E.G) ja ocupou varios cargos no Governo formado por este partido, porque nao aconselhou o ex presidente J.A.C. para abandonar essa pratica? Era para enriquecer o discurso na tomada de posse?

Comentários

Rafael Ricardo Dias Machalela

Rafael Ricardo Dias Machalela É verdade sim! Entretanto eles têm até o dia 22 para sanar as irregularidades. Mas não ilegaliza a candidatura.

Gosto · Responder · 5 · 30 min · Editado

Rafael Ricardo Dias Machalela

Rafael Ricardo Dias Machalela Atenção, isso não ilegaliza a candidatura ainda. Não atiremos farpas. Vamos esperar a presidência da comissão eleitoral deliberar

Gosto · Responder · 42 min

Taisse Sigaúque

Taisse Sigaúque Waaaa... Rafael Ricardo Dias Machalela, que farpa foi atirada? o Marcelo Mosse ate agora so informou e com bases concretas e a necessarias isencao...

Gosto · Responder · 1 · 29 min

Rafael Ricardo Dias Machalela

Rafael Ricardo Dias Machalela Olhe os comentários abaixo mana...

Gosto · Responder · 1 · 27 min

Taisse Sigaúque

Taisse Sigaúque Vi esse que chama pessoas adultas de aventureiras so por exercerem um direito... Eishhh, CUSTA muito!!

Gosto · Responder · 26 min

Rafael Ricardo Dias Machalela

Rafael Ricardo Dias Machalela Não sei que aventureiros são esses que tem mais de 15 anos na CTA e que conhecem os estatutos da casa. As listas estão lá e são compostas por pessoas muito experientes... Epa, CUSTA muito mesmo!!!

Gosto · Responder · 20 min · Editado

Egidio Vaz

Egidio Vaz Já "sconfiava".

Gosto · Responder · 1 · 49 min

Joaquim Joao Correia

Joaquim Joao Correia Esperemos q venca o melhor

Gosto · Responder · 46 min

Efraime Macitela

Efraime Macitela Ha-de ser uma gaffe tremanda...Oxalá de facto se consiga sanar isso a tempo de ser aceite...

Gosto · Responder · 46 min

Milton Machel

Milton Machel Ernesto Martinho, MM. E o Rogério Samo Gudo näo se candidatou!?

Gosto · Responder · 31 min

Spirou Maltese


Spirou Maltese A ser verdade está a começar mal logo pela porta de entrada ao quintal. E que quintal! KkkkVaz de Sousa

Vaz de Sousa São jogadas.Tudo isso tà arranjado.E tudo parece tar feito e monitorado para que o Vencedor seja o amigo ...VUMA.Aquela cadeira è muito apetecível.Infelizmente a Instituição tà muito ...MANCHADA.



Os temas que fazem a actualidade Moçambicana e Internacional em várias áreas de interesse. Os destaques do dia.
OPAIS.SAPO.MZ

Quessanias Matsombe entra na corrida à presidência da CTA

Enviar por E-mailVersão para impressãoPDF

Quessanias Matsombe promete tornar a CTA inclusiva e descentralizada

O empresário Quessanias Matsombe lança, hoje, em Maputo, a sua candidatura à presidência da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA). Sob o lema “Todos juntos fazemos a CTA”, Matsombe promete tornar o organismo inclusivo e descentralizado.
“A CTA precisa de uma nova abordagem e de assumir um novo posicionamento em função da dinâmica actual. As decisões não podem continuar a ser tomadas, todas, na sede. Os problemas da província devem ser resolvidos a nível provincial, a partir da criação de delegações províncias ou antenas regionais, tal como existiam anteriormente. E os empresários terão a oportunidade de discutir as suas preocupações com o governador da província e anualmente poderão ser feitas conferências, onde serão abordados os assuntos de forma macro, previamente discutidos localmente”, disse Matsombe.

O sentimento de abandono que as associações empresariais sentem por parte da actual gestão da CTA e a vontade de mudança são apontados pelo criador da marca Humula como factores que motivaram a sua candidatura à presidência do organismo. Falando a jornalistas, Matsombe adiantou que o seu elenco será composto por pessoas ligadas aos pilares de desenvolvimento da economia do país. O empresário está na CTA há 16 anos, onde actualmente desempenha as funções de presidente do Conselho Fiscal.
Comentários
Tomo Valeriano Opinava e não decidia.

Fazia ou faz parte do elenco da agremiação e se calhar como tem sido em muitos casos as suas opiniões poderiam não passar. Aliás, se calhar foram essas fragilidades e/ou problemas que o motivam a concorrer. Não perpetuar os supostos erros mas trazer uma solução ou abordagem para a agremiação. Dinamizar a casa
Gosto144 h

Augusto Mate Subscrevo.
Gosto3 h
Elcidio Madeira no neu pouco entendimento, Conselho fiscal ñ é um órgão executivo que toma as decisões estrategicas tais como as referidas no texto , apenas cabe a eles fiscalizarem as contas acima d tudo e dar os seus pareceres. 

quanto a politica, ai referida nada a dizer.

Boa sorte aos candidatos, acho todos com experiência suficiente para levarem a bom porto os destinos d CTA
Gosto23 h

Cláudio Faranguana Concordo plenamente
Gosto1 h

Zacarias Matuassa Pelo conteudo do texto, acho que a mensagem visa atingir o antigo Presidente Joaquim Chissano. Ja vi da mesma fonte, textos bastantes agressivos sobre o Presidente Joaquim Chissano.
Gosto11 h

Victor Guambe O conselho fiscal tem como principal atribuição exercer a fiscalização dos administradores em relação à legalidade e à regularidade dos actos de gestão financeira e contabilistica. Portanto, não se trata de um órgão paralelo com poderes para deliberar sobre as políticas de uma sociedade ou qualquer outra entidade, no caso vertente a CTA, como deixa transparecer o professor no seu texto.

Imtiaz Vala Usar imagens de políticos para alimentar fantochadas so kkkkkkk

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.